domingo, 28 de maio de 2017

Museu do Artesanato estará no Bilhete Único de Museus em Petrópolis

 Prefeito Bernardo Rossi visitou o atrativo, conhecido também como Casa de Cultura Cocco Barçante


Leonardo Randolfo, Cocco Barçante, Marcelo Valente, Bernardo Rossi e Baninho


Muita criatividade com material reaproveitado transformado em obra de arte em um acervo com 231 peças que encantam. É o que o público confere na conhecida Casa de Cultura Cocco Barçante, o Museu do Artesanato do Estado do Rio de Janeiro – o primeiro do estado e segundo do país voltado à valorização do artesanato. O prefeito Bernardo Rossi visitou o atrativo na sexta-feira (26.05) e destaca a importância do espaço para a cidade. A visita foi acompanhada pelo vice-prefeito Baninho e pelos secretários de Cultura e de Turismo, Leonardo Randolfo e Marcelo Valente.  

“O lugar é incrível e mostra o que criatividade e o empreendedorismo podem fazer. O Museu se enquadra no perfil que queremos divulgar, de uma cidade que valoriza sua cultura e história, mas também preza pela sustentabilidade”, considera o prefeito, destacando que Petrópolis tem equipamentos tradicionais, de valor reconhecido, mas também deve valorizar outros atrativos. “O Museu do Artesanato estará presente em toda divulgação que fizermos da cidade”, anunciou.

O espaço reúne trabalhos criados a partir do reaproveitamento de material, como tecidos, garrafas pet, madeira, lixo eletrônico, como carcaça de monitor, peças, entre outros, para criar obras incríveis e muitas pra lá de divertidas. Uma verdadeira viagem ao mundo da invenção e criatividade, o espaço apresenta peças produzidas em periferias, um trabalho realizado por seu idealizador, Cocco Barçante.


O prefeito destacou que a valorização ao trabalho do artista é fundamental. “É um trabalho rico e inusitado. Petrópolis é a primeira cidade no Estado e segunda no país a ter um atrativo como esse, vamos valorizar isso”, disse o prefeito Bernardo Rossi, adiantando que o atrativo estará no Bilhete Único de Museus.


Credenciado pelo Instituto Brasileiro de Museus, o Ibram, o Museu do Artesanato do Estado do Rio de Janeiro foi inaugurado há três anos. O movimento vem crescendo. Em 2016 foram 935 visitantes. Já no ano passado o número passou para 2.220.

“Desde 2000 promovo esse trabalho nas comunidades de inclusão social usando a arte. E aqui todas as regiões do Estado estão representadas com o artesanato. A ideia do Museu do Artesanato é mostrar o talento dos artistas locais e das regiões vizinhas. Fico feliz e agradeço essa aproximação do poder público, assim como o reconhecimento ao Museu em prol da valorização de um espaço cultural e turístico, que valoriza o artesão, promovendo assim a venda dos seus produtos, que é o objetivo final do Museu”, disse Cocco Barçante, carioca que há 30 anos escolheu a Cidade Imperial como sua terra querida.



Para o secretário de Cultura, Leonardo Randolfo, o atrativo reafirma mais uma vez a diversidade cultural petropolitana. “O artesanato é um dos segmentos culturais da nossa cidade e ter um Museu voltado para essa manifestação, com tanta criatividade, realmente nos destaca como uma cidade multicultural”, disse.

Concorda com ele Marcelo Valente, que destaca o valor do Museu agregado ao Turismo. “É um equipamento que enriquece nosso Turismo e prova o que tanto afirmamos: que Petrópolis tem diversos roteiros e cada um deles é variado. Com tantas opções, o turista pode passar uma semana aqui e ainda não será suficiente para apreciar tanta atividade e lugares a conhecer”, completou o secretário da TurisPetro.

O Museu do Artesanato do Estado do Rio de Janeiro fica na Rua Coronel Veiga nº 1.734. O funcionamento é aos fins de semana, sábado e domingo, de 11 às 17h. A entrada é franca. Mais informações pelo telefone (24) 3111-4944.


Andressa Canejo
Assessora de Comunicação
Instituto Municipal de Cultura e Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário