quarta-feira, 9 de maio de 2018

A reestreia de “A Guerra Não Tem Rosto de Mulher”


Peça volta à cena no Teatro dos Quatro


O diretor da peça, Marcello Bosschar, entre Débora Olivieri e  Oscar Francisco 



A nova temporada de “A Guerra Não Tem Rosto de Mulher”, tem direção de Marcelo Bosschar, preparador do elenco da novela “Deus Salve O Rei”. A estreia contou com as presenças de Johnny Massaro e Debora Olivieri, do elenco da novela, e ainda Monique Alfradique, o ex-Titã Charles Gavin e sua mulher, Mariana Roquete, Marcelo Valle e Christiana Guinle e o diretor Domingos Oliveira.

Ontem, coincidentemente, era o 73º aniversário do fim da segunda guerra mundial, justamente o tema da peça, fato lembrado pela atriz Priscila Rozenbaum e muito comentado pelos convidados. Priscilla atua ao lado de Carolyna Aguiar, idealizadora do projeto, e Luisa Thiré, neta de Tonia Carrero.

Fotos de Vera Donato



Johnny Massaro e Pascoal da Conceição


Mariana Roquete Pinto, Carolyna Aguiar e Charles Gavin


Zeca Veloso e Marcello Bosschar


Charles Gavin



Luisa Thiré, Priscilla Rozenbaum e Carolyna Aguiar 



LOCAL: TEATRO DOS QUATRO
Shopping da Gávea - R. Marquês de São Vicente, 54 – Gávea / RJ    Tel: (21) 2239-1095
HORÁRIOS: 3ª e 4ª às 20h / INGRESSOS: R$ 60,00 e R$ 30,00 (meia) / HORÁRIOS BILHETERIA: 2ª a sáb, das 13h às 21h e dom das 13h às 20h / CAPACIDADE: 402 lugares  / DURAÇÃO: 80 min / GÊNERO: drama / CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: 14 anos / TEMPORADA: até 04 de julho


A narrativa oficial das guerras é masculina. Na imensa maioria dos casos, conhecemos a história através de depoimentos de homens, sejam eles soldados, comandantes, capitães, presidentes ou historiadores. Recém-premiada com o Nobel de Literatura, a escritora bielorrussa Svetlana Alexievich entrevistou centenas de mulheres que sobreviveram à Segunda Guerra e transformou os relatos no premiado livro ‘A Guerra Não Tem Rosto de Mulher’.

Pela primeira vez, a obra chegará aos palcos brasileiros, no espetáculo homônimo concebido e dirigido por Marcello Bosschar, com estreia marcada para dia 1 de julho no Teatro Poeira. Em cena, Carolyna AguiarLuisa Thiré e Priscilla Rozenbaum dão voz às heroínas de guerra, em relatos que dão conta de temas tão complexos quanto o conflito em que estão envolvidas.

Bosschar conta que a autora precisou insistir muito para falar com as esposas dos “heróis” da guerra. ‘Elas são heroínas, mas se acostumaram aos bastidores por terem, segundo os maridos, uma versão menos ‘cinematográfica’ dos fatos. Svetlana deixa que as lembranças dessas mulheres ressoem de forma angustiante e arrebatadora, em memórias que evocam frio, fome, violência sexual e a sombra onipresente de morte. Muitas queriam falar sobre o amor, a menstruação, as lágrimas e a sensação horripilante de matar alguém pela primeira vez’, diz o diretor.

Apesar do valor histórico e documental em cena, a proposta da direção foi a de privilegiar o humano em cena. Todas as referências de tempo e lugar foram retiradas da adaptação, assinada por Bosschar em parceria com as três atrizes. O palco estará desnudo e as imagens serão todas compostas através da coreografia e do movimento das intérpretes.

A ideia é que elas conduzam o público neste profundo mergulho pelos horrores da guerra, mas também os façam entrar em contato com os eventos cotidianos no front e nas batalhas. Do alistamento das jovens – que não faziam ideia do que iria acontecer com elas – ao anúncio do fim da guerra, vão passar pelo palco histórias de perdas, lutas e superações, mas também histórias de amor, amizade e afeto.

‘Ao retirarmos referências geográficas e culturais, fazemos com que "a Guerra" possa ser qualquer guerra, inclusive as urbanas que estão tão próximas de todos nós. O que restou foram mães, irmãs, filhos e avós. Todos nós entendemos a linguagem da perda, da esperança e do amor. A peça é universal pois é humana, são mulheres que morreram e outras que sobreviveram nas guerras passadas e nas presentes’, resume o diretor.

FICHA TÉCNICA 

Texto: Svetlana Aleksiévitch
Concepção e direção: Marcello Bosschar
Dramaturgia coletiva: Carolyna Aguiar, Luisa Thiré, Marcello Bosschar e Priscilla Rozenbaum
Elenco: Carolyna Aguiar, Luisa Thiré e Priscilla Rozenbaum
Iluminação: Aurélio de Simoni
Figurino: Kika Lopes
Trilha Sonora: Marcello Bosschar
Preparação Corporal: Carolyna Aguiar
Preparação Vocal: Sonia Dumont
Programação Gráfica: Carol Montenegro
Arte Plástica: Vânia Mignone
Fotografia: Milton Montenegro e Guga Melgar
Produção Executiva: Bárbara Montes Claros
Direção de Produção: Celso Lemos


Nenhum comentário:

Postar um comentário